Cases de Projetos Luminotécnicos - Celena

+55 11 4871-1888

Posto de combustíveis melhora segurança com troca da iluminação

Em época de tanta insegurança, é necessário até mesmo cuidado para abastecer o veículo no período noturno. Entre um estabelecimento mal iluminado e um com boa claridade, o último certamente passa maior sensação de segurança e pode ser o primeiro fator determinante na escolha pelo consumidor. Esta situação foi a que motivou, num primeiro momento, à troca da Iluminação da pista de abastecimento do Auto Posto Ceci, situado no bairro de Planalto Paulista (SP).

Para melhorar intensidade luminosa, foram adotadas 14 fontes de luz Extreme LED Gas Station da Lâmpadas Golden no lugar das lâmpadas metálicas. Como possuem um aproveitamento de 100% do fluxo, lentes que distribuem a luz emitida de maneira uniforme, evitando penumbras em locais que estão mais distantes do ponto de luz, a tecnologia LED apresenta-se como uma grande aliada no quesito segurança. Segundo o projetista e lighting designer da Lâmpadas Golden (confirmar), Felipe Marcili, o aumento do nível de iluminância foi da ordem de 28%.

Também pesou na decisão uma solução que gerasse economia. Diante da diversificação de bandeiras, é elevada a competividade entre os estabelecimentos que comercializam combustíveis. Criatividade e investimentos em tecnologia que ajudem a atrair e reter o cliente, são formas de criar um apelo comercial junto ao consumidor. Neste aspecto, a iluminação apresenta-se como uma grande aliada. A escolha da tecnologia adequada vai além do efeito visual para atrair cliente, pois engloba uma ferramenta de gestão para auxiliar na redução dos custos. Este é um aspecto relevante para estabelecimentos que funcionam no período noturno, quando a demanda por iluminação artificial é maior.

No que depender do quesito iluminação, o retrofit no Auto Posto Ceci propiciará uma redução de 71% no consumo de energia. Com 460 W de potência, a lâmpada metálica consumia 6.440W por mês, enquanto que com o Extreme LED Gas Station de 135W este consumo cai para 1.890W. Segundo Marcili, é possível obter o retorno do investimento em 36 meses para um produto que vai durar quase quatro vezes este período. O especialista explica que “o Projeto desenvolvido pela Lâmpadas Golden propôs a aplicação de um sistema que pudesse utilizar os mesmos pontos existentes com uma tecnologia limpa e eficaz, reduzindo o consumo de energia e aumentando a vida útil do mesmo”.

A Extreme LED Gas Station ainda tem a seu favor a durabilidade. Enquanto a metálica tende a queimar após 12 mil horas de funcionamento, as luminárias LED têm uma duração média de 50 mil horas - embora isso não signifique que o LED irá falhar depois de ter atingido o número de horas de funcionamento, mas que sofrerá uma depreciação do fluxo inicial de 30%. Com maior durabilidade, também impacta positivamente na redução dos custos com manutenção.

Por ser um local de serviços, foi adotada uma temperatura de cor fria, que é ideal para boa visualização do espaço por funcionários e usuários, favorecendo a comunicação visual e de produtos.

A tecnologia adotada utiliza um sistema completo que agrega corpo (luminária), lâmpada (LED) e o equipamento (fonte de alimentação), tudo em uma única peça. O módulo de embutir possui facha de abertura aberta e simétrica, o que garante uma luminosidade uniforme e com aproveitamento de 100% do fluxo.

Com uma solução que agrega eficiência, grande fluxo luminoso e sustentabilidade, a tecnologia LED ainda tem a vantagem de gerar uma luz limpa, pois não emite radiações ultravioleta e infravermelho, além de estar livre de componentes prejudiciais ao meio ambiente e ao ser humano, como o mercúrio.


Ficha técnica
Lâmpadas: Extreme LED Gas Station da Golden
Projeto luminotécnico: Felipe Marcili
Fotografia: Rubens Campo